4.5.12

Amizade




A palavra amigo deriva do latim amicus, com o significado de preferido, amado. De facto, a palavra amigo deriva do verbo latino amare, em português – amar. Amizade, portanto, é uma forma de amor. Um amor sincero, leal, transparente e incondicional. A amizade é, depois do amor materno, a mais bela expressão do amor incondicional.
Nem todas as pessoas que chamamos de amigos são verdadeiramente “amigos”. Temos mais conhecidos e colegas do que amigos. Sendo uma forma de amor, a amizade verdadeira é tão rara quanto o amor verdadeiro, mas existe!
Amigo de verdade não é aquele que nos diz o que queremos ouvir. Amigo de verdade é aquele que nos diz o que precisamos de ouvir!
Um amigo de verdade arrisca a própria amizade em nome da sincera intenção de nos fazer ver a verdade. Ele pode dizer-nos coisas que magoem profundamente e nos façam ter uma reação menos positiva, mas, mesmo assim, ele diz o que precisa de ser dito.
Como seres humanos incoerentes que somos, preferimos pessoas que nos digam doces mentiras a nosso respeito e sobre nossa vida, em vez de pessoas transparentes e corajosas o suficiente para apontarem as nossas ilusões e os nossos defeitos. Reconhece-se um amigo pela sua coragem em dizer-nos o que precisa de ser dito, mesmo sabendo que poderá receber ingratidão e a possível perda dessa amizade.
Não pensemos que amigo é somente aquele que nos oferece o ombro na hora em que mais precisamos. Há aqueles que se mostram ótimos “amigos” em momentos difíceis apenas para se sentirem importantes. Mas são esses mesmos “amigos” que, por vezes, não toleram o nosso sucesso e os momentos de felicidade, sentindo-se inferiores e questionando, também, o seu direito a ser feliz.
Amigo de verdade não é somente quem nos consola quando choramos, mas é quem se alegra ao ver-nos sorrir!

in site Renda Extra Real. Texto adaptado.


1. Escolhe a opção correta. O objetivo deste texto é:
a. refletir sobre a amizade.
b. narrar uma história de amizade.
c. descrever um amigo.
d. dar instruções para fazer amigos.

2. Escolhe a opção correta. O adjetivo «incondicional», na expressão «amizade incondicional» caracteriza uma amizade:
a. antiga.
b. recente.
c. sem condições.
d. sem provas.

3. Escolhe a opção correta. Segundo o texto, um verdadeiro amigo é aquele que nos diz:
a. tudo, mesmo que não gostemos.
b. somente o que nós gostamos de ouvir.
c. quase tudo, pois tem receio de nos magoar.
d. tudo, exceto assuntos muito pessoais.

4. Atenta na frase: «(…) preferimos pessoas que nos digam doces mentiras (…)».
Nesta frase ocorre uma figura de estilo designada por:
a. comparação.
b. metáfora.
c. anáfora.
d. antítese.

5. No texto a palavra amigos encontra-se entre aspas porque se trata de uma:
a. citação.
b. maneira de chamar a atenção para o seu verdadeiro signifi cado.
c. maneira de chamar a atenção para vários signifi cados possíveis.
d. opinião.

6. Observa as três frases seguintes. Indica os tipos de sujeito:
Frase 1: Os meus amigos estão em Lisboa.
Frase 2: Estão lá desde junho.
Frase 3: O Pedro e o João também vão para Lisboa.

7. Observa a frase Eu dei um livro ao meu amigo.
7.1 Indica o grupo preposicional (GPrep) nela presente.
7.2 Identifica o seu núcleo.


7.3 Reescreve a frase pronominalizando o GPrep.
7.4 Indica a função sintática do pronome que utilizaste.

8. Indica as afi rmações verdadeiras (V) e as falsas (F). Corrige as falsas.
8.1 Nas frases Nós emprestámos os livros ao nosso amigo Pedro; eram publicações já antigas ocorre, sucessivamente, o hipónimo livros e o hiperónimo publicações.
8.2 Na frase A capa do livro mais antigo estava um pouco estragada ocorre, sucessivamente, o holónimo capa e o merónimo livro.
8.3 Na frase Os nossos amigos são conhecidos mas os inimigos não ocorrem dois sinónimos.